Sonic 25 anos (Parte 3) – Ressurgimento

Olá, pessoas!! No ano de 2016 nós fizemos uma retrospectiva em homenagem ao aniversário do Sonic! Neste artigo o Tovar falou sobre a Era de Ouro dos jogos do Sonic, e neste eu falei sobre os altos e baixos que ocorreram após o fim da produção dos consoles da Sega, fomos até o lindo Sonic Rush lançado para Nintendo DS, e hoje estou aqui para fechar essa controversa trajetória! Me acompanham?

A reascensão do azulzinho?

Após toda aquela tentativa de melhora dos jogos do Sonic, muitos erros e alguns acertos, em 2010 finalmente veio uma real tentativa de recomeço. Sonic está de volta! Batizado de Sonic 4, a Sega lançou um jogo totalmente nos moldes dos antigos do Mega para ser uma sequência da trilogia de ouro, os eventos dele ocorrem após o Sonic & Knuckles. Eu achei a experiência bem legal, mas honestamente, para mim não teve um fator replay tão forte quanto seus antecessores.

No mesmo ano foi lançado o Sonic Colors para Nintendo Wii e DS, e gente, como o Sonic funciona bem nos consoles da Nintendo, viu? O jogo tem um pouco de plataforma misturado com puzzle, e nele Sonic corre através de planetas inspirados em parques temáticos, super criativos e bonitos, com o objetivo de salvar uma raça alienígena super colorida das mãos do Dr Eggman.

Dizem que desde os Sonic Aventure 1 e 2 a série não teve um jogo tão bem sucedido quanto o Colors. Legal, né?

Ge ne ra tions

Demos exemplos de jogos em 2D e 3D que sem sombras de dúvidas deram muito certo. Levando isso em consideração, no aniversário de 20 anos do nosso amigo a Sega teve uma grande ideia para comemorar! Por que não misturar os dois universos, homenageando toda a importância do mascote?

Em 2011 foi lançado para PS3, XBOX 360, Windows e Nintendo 3DS o Sonic Generations. Esse jogo foi o mais antecipado da série e o que teve mais pré-vendas da sua história, e o melhor é que foi super merecido. Que jogo incrível! Era disso que precisávamos e esperamos por anos.

Em Sonic Generations podemos ver o Sonic nos moldes atuais reecontrando a si mesmo anos mais jovem, e ambos passam a colaborar entre si para salvar seus amigos. Jogamos como o personagem amado do Mega e o herói moderno que ele se tornou. Apela para a nostalgia dos fãs, e mostra de forma sensacional Sonic através das duas décadas que se passaram desde o seu nascimento. Muito emocionante! Se não jogou ainda, corre lá.

E o Lost World é bom ou ruim, afinal?

Surgiu um jogo que merece atenção, ainda que por ser super controverso, e por isso vai ganhar seu espaço aqui, Sonic: Lost World.

Nele Sonic precisa parar uma turma de alienígenas chamada Deadly Six, e adivinha com quem ele une forças para parar os vilões? Com o Dr Eggman! O que gera alguns conflitos com o Tails.

A jogabilidade foi um pouco inovada, eles adicionaram aos elementos tradicionais de Sonic uma mecânica Parkour, eu gostei da ideia.

O game foi desenvolvido para ser exclusivo Nintendo, a Sega simplesmente decidiu isso considerando o sucesso maior do Sonic nos consoles da nossa querida, e devemos concordar, né? Quem diria que um dia chegaríamos a isso! O jogo foi então lançado, a princípio apenas para Nintendo Wii U e 3DS, mas não permaneceu exclusivo por muito tempo, posteriormente o Lost World chegou pela primeira vez ao PC, está lá na Steam para quem quiser.

Gente, é bizarro acompanhar os reviews deste jogo, as opiniões são muito diferentes. Algumas pessoas simplesmente amam e outras odeiam, chega a ser engraçado, só para terem uma ideia, eu já vi notas entre 5 e 8. Seria este o jogo mais controverso da série? Infelizmente eu ainda não tive a oportunidade de jogá-lo, mas ainda farei isso para formar a minha própria opinião, mas sinceramente me interessa bastante e tenho boas expectativas! E se você, amigo leitor, tiver jogado, conta aí um pouquinho da sua experiência pra gente.

E agora?

A verdade é que depois do Generations não foi lançado nenhum Sonic com uma ampla aceitação. Teve o Mobile Sonic Dash, que embora não seja sensacional, as pessoas se divertem. Teve também o Sonic Boom, um dos únicos jogos que a nota dada pela comunidade não foi melhor do que a Metacritic, ambas muito ruins.

O que eu acho? Levando em consideração toda a história do Sonic, acho seu futuro muito incerto, mas eu acredito que a Sega poderia tomar mais cuidado na hora de inovar. Variar entre 2D e 3D? Todos percebemos que dá muito certo. Introduzir um monte de Chao ou novos personagens? Ok, também deu muito certo e proporcionou uma experiência ainda melhor. Até o parkour combina muito com a proposta. Mas vamos parar por aí, né? Eu já não gostava do Sonic lobisomem, ou lobiriço, ou seja lá como podemos chamar aquilo, agora colocar uma guria humana para se apaixonar pelo animalzinho já acho demais, né? Esse ano virá o Sonic Mania, vamos esperar para ver e torcer para ser positivo.

E assim fechamos nossa homenagem, e a conclusão é que embora eu seja muito realista, para sempre eu amarei o Sonic, pois o que ele representou é muito forte e acredito que ele sempre estará em nossos corações. E vocês concordam comigo? Qual a expectativa deste novo jogo? Contem aí também um pouquinho de suas experiências com o mascote da Sega!

Gostou? Então compartilhe!

Emile

Formada em Desenvolvimento de Jogos Digitais, sou uma apaixonada por filmes, HQ, games em geral e Pixels. Independente da plataforma e da geração, tendo uma boa jogabilidade ou um bom enredo, é muito bem vindo à minha coleção!