Estivemos na Lisboa Games Week

Neste último sábado (17/11), eu (Urso) com a companhia da Magela, estivemos presentes na Lis   boa Games Week (www.lisboagamesweek.pt), que ocorreu de 15/11 a 18/11 na FIL (Feira Internacional de Lisboa). Para quem não conhece o evento, ele trás stands de várias empresas relacionadas a games, espaço para desenvolvedores indies, campeonatos (FIFA, Counter-Strike…), oportunidade para experimentar jogos (que por vezes até são jogos que ainda não foram lançados) e por ai vai.

Diferente do Brasil, aqui a Nintendo tem muito mais presença, o stand da BIG N era enorme, só para se ter uma idéia o evento aconteceu em dois galpões grandes, e metade de um galpão era todinho dela, sendo que ainda era preciso dividir o evento com youtubers, campeonatos, Playstation, XBOX e ainda jogos de PC.

Era possível jogar títulos do Switch como Diablo, Pokémon, Mario Party, Mario Tennis Aces, Zelda, Splatoon e até Super Smash Bros Ultimate (Que ainda nem lançou), tudo isso praticamente sem pegar fila, pois pra cada game haviam vários consoles, uma ótima oportunidade pra experimentar uma jogatina antes de comprar.

Na área destinada a Splatoon, haviam 8 Switch’s linkados, então aproveitamos pra ter essa experiência de jogar Splatoon “local”, que foi muito mais divertida que o habitual. A interação com o time, que ficava exatamente um do lado do outro (de frente aos adversários), deixava tudo mais engraçado, e pra animar mais, nosso time ainda ganhou todas as partidas! Foi um bocado injusto por um detalhe (rsrs), pois todos que estavam jogando Splatoon, eram crianças entre 8 e 10 anos, só eu e a Magela de mais velhos. Me senti voltando a infância, nós vibrávamos juntos com a criançada a cada partida, e apesar de um pouco injusto, a molecada jogava bem! Não foi fácil!

No palco principal da área da Nintendo, estava acontecendo um campeonato de Mario Tenis Acces, aproveitamos pra assistir um pouco, e foi uma pena perceber que se eu tivesse me inscrito, a chance de ganhar era muito grande! Era notável que os competidores só tinham jogado o game no máximo duas ou três vezes antes do campeonato, nenhum deles tinha muita experiência com o jogo. Talvez a razão disso seja reflexo da falta de público da Nintendo no evento, se isso fosse no Brasil até pra conseguir vaga no campeonato tenho certeza que seria difícil. E o prêmio? O prêmio era muito bacana, um Switch autografado pelo Charles Martinet (Dublador do Mario) e pelo jogador de Ténis Nadal. Quem levou essa belezinha pra casa e ganhou o campeonato foi um brasileiro, tentamos encontra-lo depois pra fazer uma mini entrevista mas não conseguimos.

Tiramos também um tempinho pra jogar Super Smash Bros Ultimate, já que era uma oportunidade única de experimentar o game antes do lançamento. Como estávamos em duas pessoas, dois staff’s da área do Smash se juntaram pra jogatina. Minha breve opinião sobre o game, é que nada mais é do que o Smash do WiiU com DLC’s. É um must have no Switch? É sim, porém não faz sentido pra mim tanto hype pra ter esse game, agora claro, se você é um daqueles que não teve o WiiU (como muita gente), vai na fé! Vale a pena! A nossa experiência jogando ainda foi um poquinho mais dramática, pois os staff´s eram viciadose jogavam muito bem (acho que ficavam treinando o dia todo no evento, rsrs), tomamos uma surra!

Fazendo um breve comparativo com a BGS, que é nosso evento similar no Brasil:

  • A presença da Nintendo no evento (no Brasil praticamente nem temos :/) foi muito forte, além do espaço ser enorme como já mencionei, tudo muito bem feito e organizado, “coisa linda de vê”.
  • Apesar da forte presença, o público que parecia não dar muita bola, os outros stands estavam bem mais cheios e disputados, de qualquer forma, seja nos stands da Big N ou de outras empresas, era muito mais fácil jogar, não vimos nenhuma fila gigantesca como é comum na BGS.
  • O preço não era muito convidativo, 15€ por pessoa pra cada dia, mas se você curte games de verdade e gosta de ficar experimentando os vários títulos diferentes e tudo mais, vale a pena.
  • Como imprensa conseguimos dois ingressos gratuitos, podendo ser usados em qualquer dia do evento, que no caso como éramos duas pessoas, foi o necessário para um dia. Em comparação na BGS, a Nintendo Lovers conseguiu credencial de imprensa para todos os dias, entrada e saída livre e lá ainda havia uma área exclusiva para imprensa.

Pra finalizar, saindo do contexto Nintendo, também jogamos um pouco Spider Man no PS4 (recomendo), Star Wars com VR no PC, Gran Turismo em um simulador, assistimos uma parte do campeonato de FIFA e também de Counter-Strike (No CS eram times portugueses, não tinha nenhum Fallen, Coldzera, ou alguém do tipo :P, porém o nível era alto) e observamos um pouco aos Youtubers (não conheciamos nenhum, todos portugueses).

No geral a experiência do evento foi muito positiva, recomendamos se for gamer e estiver por Lisboa quando acontecer, porém uma sensação que ficou em mim é ao ir embora foi “Poxa Nintendo, ta na hora de dar atenção ao Brasil, seu público é enorme lá”.

Gostou? Então compartilhe!

Urso Yogi

Criou laços eternos com a Nintendo depois de Ocarina of Time, mas amante da BigN desde o SNES. Paulista morando em lisboa, nas horas vagas joga Switch, PC ou PS4.